COI
Centro de Operações e Inteligência

COORDENADOR: SUBINSPETOR MILTON DE JESUS MARTINS

O Coi foi instalado em um prédio de 506 m², e por ser um Centro estratégico para a segurança da cidade, possui vidros blindados, sistema próprio de videomonitoramento interno e externo, segurança armada 24 horas por dia, além de ter acesso restrito e controlado por reconhecimento fácil.

Nele foram concentradas todas as ferramentas e tecnologias na busca de uma cidade mais seguras e de forma resumida o COI faz:


1) O atendimento ao cidadão através do telefone de emergência 153.
2) Controla o patrulhamento e despacha as viaturas da Guarda no atendimento de ocorrências.
3) Integra ferramentas tecnológicas de vídeo-monitoramento e comunicação.
4) Monitora de forma inteligente pessoas e veículos em pontos estratégicos.
5) Armazena e disponibiliza informações para apoio das forças policiais.
6) Centraliza as ações de inteligência da Guarda.

Setores do COI:


O COI é composto de quatro importantes setores:

• COADE – Centro de Operações, Atendimento e Despacho
• Monitoramento Urbano
• Setor de Manutenção Tecnológica
• Setor de Auditoria de Sistemas

Além de ser a base de outros três importantes setores:

• TI - Setor de Tecnologia da Informação ( Secretaria de Segurança )
• SIN - Setor de Inteligência daGuarda Civil
• CRIM – Central Regional de Inteligência e Monitoramento

Missão


Ser um centro integrado de soluções tecnológicas e de inteligência, fornecendo informações e serviços no apoio operacional e estratégico das forças de Segurança Pública do município.

Visão


Ser reconhecido como provedor de serviços operacionais, estratégicos e de inteligência à gestão da Segurança Pública do município.

Valores


Compromisso com o cidadão
Disponibilidade
Ética
Imparcialidade
Inovação
Qualidade
Agilidade
Prestação de contas
Sigilo
Transparência
Trabalho em equipe
Trabalho integrado com as forças públicas policiais

Conheça as ferramentas do COI:


Monitoramento veicular com software inteligente

A Prefeitura uniu o que há de melhor em tecnologia de Segurança em cada experiência pesquisada pelo país e selecionou um software completo. O Sentry fiscaliza sozinho, sem a necessidade de operadores, placas de todos os veículos que entram e saem ou circulam pelo município. Atualmente o banco de dados armazena 65 milhões de passagens.

O monitoramento veicular é composto de câmeras fixas ligadas ao sistema. Elas foram instaladas em pontos estratégicos da cidade.

Com a placa de um automóvel suspeito cadastrado, assim que ele for identificado por qualquer uma das câmeras o alarme é acionado dentro do COI.

As informações desse alarme são repassadas as viaturas das Guarda Civil e Policia Militar, assim o condutor pode ser abordado e conduzido até a autoridade policial para responder por seus atos. Essa possibilidade garante segurança tanto para o Guarda Civil, como para o Policial Militar na abordagem e eficiência na solução de crimes. Isso porque, a cada detenção de veículo e condutor suspeitos, inúmeras outras atividades criminosas são evitadas. O resultado tem sido a queda da criminalidade.

GPS

Todas as viaturas foram equipadas com rádios digitais com GPS. O sinal emitido pelas viaturas é recebido em uma tela com mapa digital de 15 m² que está no COI e que mostra a localização em tempo real de cada veículo. Com isso fica mais fácil saber quem está mais próximo da ocorrência a ser atendida ou ainda a localização de um desses carros ou motos quando estiver em local de difícil acesso. Essa ferramenta também está instalada na sede da Guarda Civil, nos tablets do Diretor da Guarda e nas viaturas dos coordenadores de Policiamento.


Rádio digital

O rádio digital impede que os bandidos consigam “copiar” a frequência e ouvir o que a Guarda Civil comunica. Só têm acesso ao rádio digital os cadastrados no sistema. Ele possui ainda um botão de “pânico”. Caso o guarda esteja com algum problema ou em alguma situação de risco, não precisa fazer nenhuma chamada, basta apertar o botão que, automaticamente, os operadores do COI passam a ter acesso livre ao áudio produzido dentro da viatura.

O rádio ainda permite gravar toda comunicação entre a viatura e o controle. Também é possível acender o giroflex, falar pelo alto-falante e desligar a viatura via COI, mas isso ainda não foi habilitado.


Geofone

Quando alguém liga para o 153 da Guarda Civil, na tela do computador do atendente, aparece foto da casa de onde a ligação foi gerada, número do telefone e endereço. Com um click no mouse é possível visualizar outras fotos da residência, inclusive uma vista do alto, bem como imóveis de todo o quarteirão. Isso pode dar suporte para os guardas chegarem até o local da ocorrência, evitar trotes ou, funciona ainda, para avisar moradores sobre um assalto no vizinho. Além disso, o atendimento 153 também foi digitalizado e todas as conversas entre o cidadão e os atendentes são gravadas.

Infoseg

A Prefeitura conseguiu com o Ministério da Justiça a liberação da Rede Infoseg para utilização da Guarda. Esta rede possui informações criminais de todo o país. Antes do acesso à Infoseg, a Guarda Civil dependia de auxílios da Polícia Militar ou de outras Guardas que já contavam com esta ferramenta. O sistema é seguro e restrito para uso de guardas civis. Todas as consultas ficam registradas e são controladas pela Senasp (Secretaria Nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça); por isso, cada operador, ao fazer uma pesquisa, precisa apresentar senha exclusiva. O profissional é responsável pela pesquisa que realiza. Para obter a senha, os responsáveis passaram por treinamento na SSP.

Monitoramento Urbano

O monitoramento urbano é composto por câmeras Dome (que precisam de operadores) e fixas. As Dome captam tanto o movimento suspeito de veículos como de pessoas e podem aproximar a imagem para alcançar os detalhes necessários ou rotacionar 360° com zoom de 400 metros. Estas câmeras também funcionam como apoio às ocorrências suspeitas detectadas pelo monitoramento veicular. Estes equipamentos possibilitam acompanhar um automóvel suspeito que circula pela cidade ou, ainda, permitem o levantamento de características dos suspeitos, em tempo real. Até 2012, toda essa operação era 100% manual. A partir de então, os diferentes softwares foram integrados e, desta forma, quando uma ocorrência é desencadeada, as câmeras Dome do monitoramento urbano, localizadas próximo ao fato, automaticamente focam o veículo e passam a mostrar as imagens no telão para os operadores. Em seguida, o controle é automaticamente devolvido a eles para o prosseguimento. Indaiatuba possui hoje 110 câmeras no Monitoramento Urbano.

Contato:

COI – Centro de Operações e Inteligência
Avenida: Presidente Vargas, Nº 1871
Vila Homero - Indaiatuba/SP
Telefone: (19) 3834-8515
Email: seguranca.coi@indaiatuba.sp.gov.br